Materiais exclusivos!

A patologia osteoporose e o pilates

Escrito por

A patologia osteoporose e o pilates

Publicado em

Mais sobre a patologia osteoporose e o pilates

Os sintomas da osteoporose caracterizam-se pela diminuição da massa e, por consequência a densidade óssea, desenvolvendo ossos ocos e finos, de extrema sensibilidade, tornando-os muito propensos a fraturas, podendo ser fraturas simples ou graves.

Dentre os locais mais atingidos pela osteoporose, temos as vértebras, o fêmur, o quadril, o punho e o braço. O tipo de osteoporose mais frequente e também uma das mais graves é a que se localiza no colo do fêmur.

O fato dela habitar essas estruturas se dá pelo alto índice de desgaste das mesmas de acordo com o tempo e os movimentos, haja visto que essas são estruturas que suportam muito peso e força que os movimentos do dia a dia podem causar.

Entre os principais sintomas da patologia osteoporose, temos a dor, as de formidades ósseas que essa doença pode causar. As fraturas podem levar a problemas gastro intestinais e respiratórios, além de diminuição na qualidade de vida e bem estar, que podem levar a outros problemas de saúde e inclusive psicológicos.

Sendo assim, é importante atentar-se aos sintomas e aos fatores de risco, aqui descritos, para em casos suspeitos procurar um médico para que seja feito o diagnóstico .

O exame utilizado hoje em dia para o diagnóstico, é a  densitometria óssea que avalia mudanças na massa óssea com o tempo. Além disso colher informações sobre a história da moléstia atual e pregressa do paciente, auxiliam a fechar o diagnóstico.

 

osteoporose-e-o-pilates

Osteoporose e o pilates: tratamento da patologia a partir do método Pilates

O tratamento para a osteoporose deve ser um combinado de atividade física, alimentação adequada e hábitos saudáveis de vida.

Através do pilates é possível promover ativação muscular, auxiliando assim na maior deposição de cálcio no osso. Promove também aumento da densidade óssea, devido a descarga de peso que ocorre durante o exercício

A soma de alimentação adequada juntamente com o método Pilates pode auxiliar de forma extrema no tratamento dessa patologia.

A alimentação balanceada é um fator de extrema importância, principalmente quando estamos falando da ingestão de alimentos ricos em cálcio, numa quantidade de cerca de 1000mg a 1300mg por dia, o que equivale a cerca de três porções de leite e derivados, como iogurte e qualquer tipo de queijos.

A vitamina D é aliada importantíssima na absorção de cálcio pelos ossos, por isso recomendações como tomar sol pela manhã e final da tarde são aconselhados, ou ainda podem ser utilizados suplementos alimentares ou alimentos que sejam fonte dessa vitamina, como salmão, sardinha, atum e gema de ovo.

A prática de atividade física tem como finalidade deixar os ossos mais fortes, ajudando a melhorar o desempenho e o funcionamento de todo o corpo.

Com o Pilates, não é diferente, devido a oferecer exercícios variados, respeitando às particularidades, necessidades e capacidades e limites de cada aluno.


Osteoporose e o pilates: Cuidados com fraturas

Quanto as fraturas em geral ocorrem por quedas, e deve-se tomar certos cuidados para evita-las:

  • Usar calçados com sola de borracha;  
  • Procurar apoio de bengala, quando for preciso melhorar a estabilidade da marcha;
  • Tomar cuidado com pisos e calçados escorregadios;
  • Evitar andar de meias
  • Usar barras de apoio e tapetes de borracha, no banheiro;
  • Utilizar pequenas luzes de orientação para auxiliar a locomoção, dentro de casa, evitar tapetes e outros objetos que proporcionem tropeços;

Com a orientação adequada para se evitar os hábitos acima e seguindo a orientação do seu instrutor, praticando atividade física de maneira correta no caso aqui citado o Pilates, há uma melhora na qualidade de vida e na convivência com a osteoporose, ou também uma prevenção a riscos futuros.

Quer ficar de olho em todas novidades sobre Pilates?

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.