Materiais exclusivos!

Como respirar no Pilates?

Qual é o jeito certo de respirar no Pilates? Como você pode treinar a sua respiração e a de seu aluno? A respiração é um princípio fundamental no Pilates, e, por isso, merece uma atenção para corrigi-la. Quer aprender como? Confira nesse conteúdo completo!

Escrito por
Os Pilateiros

Como respirar no Pilates?

Publicado em
7/5/2021
como-respirar-no-pilates

Você sabia que existe uma técnica de respiração que devemos utilizar no método Pilates?

Isso mesmo, para realizar os exercícios propostos por Joseph Pilates, existe uma forma dita correta para associar os exercícios à respiração.

Se você se interessou pelo assunto e quer conhecer mais sobre a arte de respirar corretamente no Pilates, continue a leitura para mais informações.

O que é o sistema respiratório?

O ato de respirar é a ação mais importante do nosso corpo, sendo assim, o sistema respiratório é um dos mais nobres do nosso organismo. É o sistema responsável pela troca de gases entre as células e o meio ambiente.

Devido sua nobreza e funções tão importantes, acredita-se que ele seja o primeiro a envelhecer e perder funcionalidade, pois é mais exposto a poluentes ambientais ao longo dos anos.

Uma das principais características de redução da funcionalidade do sistema respiratório é a diminuição da capacidade elástica dos pulmões e da complacência da caixa torácica, o que afeta e muito na funcionalidade da mecânica respiratória.

Mas qual a associação do sistema respiratório debilitado e o Pilates?

Como já é comprovado que o sistema respiratório perde muita função ao longo dos anos, o Pilates é o exercício ideal para manutenção da estabilidade respiratória.

Por trabalhar com mecânicas respiratórias corretas, ele retarda o envelhecimento pulmonar e mantem as estruturas totalmente funcionais por mais tempo.

Quais as vantagens de se respirar corretamente durante a execução dos exercícios?

Quando respiramos de forma correta, nosso sistema imunológico se torna mais forte, para enfrentar doenças respiratórias e metabólicas, melhora o processo de eliminação de toxinas, equilibra as funções orgânicas, melhora a energia vital, melhora o controle emocional e a forma como lidamos com os problemas enfrentados no decorrer da vida. Quando associamos todos esses benefícios, temos uma melhor qualidade de vida e bem-estar.

O criador do método, Joseph Pilates, costumava falar que o fato de respirarmos “filtra” o sangue, proporcionando melhora no funcionamento dos órgãos vitais.

Como respirar corretamente no método Pilates?

Para respirar corretamente devemos usar os músculos respiratórios que são o diafragma, os intercostais externos, os escalenos e o peitoral menor, para inspirar.

Já no momento da expiração, que ocorre de forma passiva, ativamos os intercostais internos e a musculatura do Power House.

Joseph Pilates costumava dizer que uma técnica bem empregada de respiração associada aos seus exercícios bem executados, proporcionam melhor funcionamento dos órgãos vitais, sendo o transverso do abdômen o músculo mais trabalhado.

Ele ainda ensinou que todos os exercícios devem ser feitos no ritmo da respiração.

A técnica correta de respiração deve ser o primeiro exercício ensinado ao aluno, ele deve ser ensinado de forma lenta e precisa, inspirando pelo nariz e expirando ativamente pela boca, ativando ao máximo os músculos abdominais para fortalecê-los. Logo, para a maioria dos exercícios você deve inspirar se preparando para o início do movimento e expirar quando se movimenta.

Durante a inspiração, o diafragma deprime sua cúpula e empurra os órgãos abdominais para frente, porém o transverso do abdômen atua “segurando” os órgãos. Dessa forma devemos inspirar apicalmente e lateralmente, abrindo as costelas. Não devemos elevar os ombros para evitar tensão na região de ombros e cervical.

Quando expiramos de forma ativa e forçada, o transverso abdominal é requisitado primeiro mostrando sua importância na mecânica respiratória e na estabilização da coluna vertebral durante a execução dos exercícios de membros superiores e inferiores.

Mecanismos respiratórios existentes no método Pilates

Atualmente existem dois mecanismos de respiração existentes para execução dos exercícios propostos por Pilates.

O primeiro mecanismo respiratório é mais dinâmico e não existe pausa entre os movimentos, já o segundo mecanismo trabalhamos com mais tempo de contração devido a um prazo em isometria na execução dos movimentos.

No primeiro mecanismo respiratório trabalha-se de forma isotônica, sendo ele dividido em três fases:

  1. Devemos inspirar parados e concentrados, se preparando para o movimento. A inspiração deve ser apical e lateral no tórax.
  2. A expiração deve ser realizada no momento de executar os exercícios, ou seja, na maioria das vezes na fase concêntrica. Aqui devemos solicitar a ativação do transverso do abdômen e dos músculos do assoalho pélvico.
  3. Inspire novamente retornando à posição inicial, normalmente na fase excêntrica.

No segundo mecanismo respiratório trabalha-se mais em isometria sendo ele dividido em quatro fases:

  1. Inspira parado e concentrando se preparando para o movimento;
  2. Expira na fase concêntrica, quando realizar o exercício em sua fase mais “difícil”, ativando power house.
  3. Inspira novamente parado, mantendo o exercício em isometria e a estabilidade da postura. Lembre-se de inspirar apical e lateralmente, expandindo a região torácica.
  4. Expire contraindo e requisitando a musculatura de power house e retorne à posição inicial.

Independente da mecânica respiratória escolhida para fazer os exercícios, no momento da expiração você deve retirar todo ar dos pulmões, como se quisesse limpá-lo de várias impurezas adquiridas ao longo do dia a dia.

Dicas para respirar corretamente no método Pilates

Uma das coisas mais difíceis para o instrutor de Pilates é ensinar o aluno a respirar, pois na maioria dos casos, as pessoas já apresentam um padrão respiratório vicioso, logo, mudar ou alterar padrões não é uma tarefa fácil.

Listamos abaixo algumas dicas que poderão auxiliar o aluno caso ele esteja com dificuldades de se adaptar ao estilo de respiração correta do método Pilates:

  • Se ficar confuso sobre o momento de inspirar ou expirar durante os exercícios, nunca prenda a respiração, continue fazendo os exercícios respirando mesmo que não seja a forma como o instrutor solicitou, o importante é não realizar apnéia e valsalva.
  • Force bastante a musculatura de Power House durante a expiração.
  • Tente inspirar através do nariz e soltar pela boca no momento da expiração.
  • Faça os movimentos de forma tranquila e relaxada, não faça a contração dos músculos do rosto e pescoço durante a respiração.
  • Não eleve os ombros durante a inspiração para não gerar tensão dos ombros e região cervical.
  • Conecte sua mente aos seus músculos, tente sentir cada músculo que está trabalhando.
  • Faça os exercícios de forma concentrado, evite conversar durante sua execução.

Quer ficar de olho em todas novidades sobre Pilates?

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.