Materiais exclusivos!

10 exercícios para hérnia de disco cervical

Preparamos um conteúdo com os exercícios para a hérnia de disco cervical principais para você indicar para o seu aluno!

Escrito por
Os Pilateiros

10 exercícios para hérnia de disco cervical

Publicado em
9/4/2021
Exercícios para hérnia de disco cervical

No Brasil, cerca de 5,4 milhões de brasileiros sofrem com os sintomas clássicos de diferentes tipos e locais de hérnia discal.

Se você tem sintomas de dormência, formigamento e dor no pescoço que irradia para os ombros, braços e mãos, você pode ter uma hérnia de disco na região cervical.

Se este é seu caso, continue a leitura do post para conhecer mais sobre essa patologia que afeta tantas pessoas e alguns diferentes exercícios para tratar e/ou prevenir os sintomas causados por ela.

O que é a hérnia de disco cervical?

A hérnia de disco é a compressão do disco intervertebral que se encontra entre as vértebras da coluna vertebral.

Quando essa patologia atinge a coluna cervical, entre C1 e C7, denominamos de hérnia de disco cervical, sendo que, o local mais comum para o aparecimento da mesma é entre C6 e C7.

Os discos intervertebrais são compostos de núcleo pulposo, uma espécie de gel com um revestimento rígido, criando uma junta entre cada uma das vértebras, permitindo assim os movimentos da coluna vertebral.

Tipos de hérnia de disco

Existem basicamente três tipos de hérnias discais, sendo elas:

  • Protrusa: tipo mais comum tendo como principal característica o alargamento do disco, porém ainda há o composto gelatinoso no meio. Devido ao alargamento do disco, ele pode tocar em outras regiões e causar dor.
  • Extrusa: um pouco mais severa, pois o disco intervertebral se rompe e o liquido gelatinoso escapa.
  • Sequestrada: caracterizada pelo rompimento do líquido gelatinoso, e também da parede do disco podendo se deslocar para cima ou para baixo. É o tipo mais severo, pois o composto gelatinoso extravasado pode provocar inflamação causando as dores químicas.

Quais as causas da hérnia de disco cervical?

Algumas das principais causas de hérnia de disco são o avanço da idade, o carregamento de peso excessivo de forma incorreta, má postura e os impactos sofridos na coluna por diversos motivos, pois os discos intervertebrais perdem sua flexibilidade, se tornando frágeis e susceptíveis a rompimentos.

Quais os sinais e sintomas da hérnia de disco cervical?

Dentre os principais sintomas da hérnia de disco cervical estão:

  • Dor no pescoço, que irradia para os membros superiores;
  • Formigamento e dormência principalmente nos membros superiores;
  • Redução da força muscular;
  • Dificuldade em movimentar o pescoço;
  • Dor nas costas;
  • Sensação de pressão no peito;
  • Hiperativação e tensão do músculo trapézio em todas suas porções, principalmente a porção superior.

Quais os meios de diagnóstico da hérnia de disco cervical?

A hérnia de disco cervical pode ser diagnosticada por meio de exames de imagens como raio-x, tomografia computadorizada e ressonância magnética.

Também é possível diagnosticar as hérnias discais por meio de avaliação física criteriosa, realizada pelo profissional médico ou fisioterapeuta que irá avaliar locais de dor, força muscular e outros testes próprios para a patologia.

Como é possível tratar a hérnia de disco cervical?

É possível realizar o tratamento da hérnia discal cervical de várias formas podendo ser o tratamento conservador (não invasivo) ou cirúrgico (invasivo).

O tratamento conservador consiste em meios não invasivos como: tratamentos eletrotermofototerapêuticos que incluem o laser, o TENS, o ultrassom e a crioterapia, as sessões de fisioterapia convencional, o Pilates, a quiropraxia, liberação miofascial e a hidroginástica com métodos do tipo bad ragaz e watsu.

Já o tratamento cirúrgico tem o objetivo de ampliar o espaço do canal espinhal a fim de liberar a compressão na medula e aliviar o quadro álgico.

É possível prevenir a hérnia de disco cervical?

Você pode evitar sofrer desse tipo de patologia se der adeus ao sedentarismo por exemplo. Outras formas de prevenir o aparecimento da hérnia de disco cervical são:

  • Controlar o peso corporal a fim de não sobrecarregar a coluna;
  • Evitar o consumo excessivo de álcool e de cigarro, pois estes provocam uma redução nos vasos sanguíneos que nutrem o disco intervertebral;
  • Tomar cuidado ao carregar peso;
  • Sentar com os pés apoiados e apoiar as costas no encosto da cadeira;
  • Evitar o uso de salto alto;
  • Dormir deitado de lado e colocar um travesseiro entre as pernas para alinhar a cervical.

10 modelos de exercícios para hérnia de disco cervical

  • Breathing: exercício do pilates solo realizado com o paciente em decúbito dorsal, com as mãos apoiadas na caixa torácica. O exercício consiste basicamente em respirar, enchendo os pulmões e contraindo os músculos abdominais para estabilizar o corpo.
  • Agachamento isométrico: posicione o rolo na vertical na parede e apoie a região cervical, torácica e sacral em um agachamento isométrico.
  • Rotação de tronco associada a flexão e extensão de braços: realize a rotação de tronco, levantando um braço em flexão e abaixando o outro em extensão. O objetivo é dar maior mobilidade e flexibilidade aos músculos da coluna cervical e torácica.
  • Elevação de Ombros: eleve os ombros a nível escapular e retorne à posição inicial.
  • Encolhimento de ombros: de pé ou sentado com os braços na lateral do corpo, levante os ombros, o máximo possível, sem mexer a cabeça, mantenha por cinco segundos e retorne à posição inicial relaxando ao máximo os ombros.

    Esse exercício pode ser feito com halteres nas mãos, conferindo maior fortalecimento muscular.
  • Mobilidade em rotação cervical: sentado com uma toalha enrolada ao redor do pescoço, realize rotações da coluna cervical tocando a superfície da toalha. Esse exercício objetiva o ganho de mobilidade e relaxamento cervical. Esse exercício pode ser feito sem a toalha.
  • Fortalecimento cervical: deitado em decúbito dorsal com os braços alinhados ao lado do corpo, levante a cabeça.
  • Fortalecimento cervical resistido: realizado sentado ou em pé, mediante uma resistência. Paciente com as mãos na nuca realiza uma extensão de cabeça, resistindo ao movimento com as mãos. Esse exercício pode ser feito em todos os movimentos: flexão, extensão, rotações e inclinações.
  • Elevação da cabeça: deitado em decúbito ventral, com as mãos na maca, levante a cabeça, olhando para frente. Mantenha na posição por cinco segundos e retorne à posição inicial.
  • Flexão ou inclinação lateral: sentado ou de pé incline a cabeça lateralmente com a orelha em direção ao ombro, podendo auxiliar o movimento com a mão.

2 exercícios bônus que podem ser feitos para tratamento e prevenção da hérnia de disco cervical

  • Retração Cervical: objetiva fortalecer e alongar os músculos extensores da coluna cervical. Em decúbito dorsal, “puxe” o queixo em direção ao peito, flexionando cervical.
  • Hiperextensão da cervical: objetiva o fortalecimento dos músculos cervicais e ganho de mobilidade. Decúbito dorsal, cabeça apoiada no chão, realize a hiperextensão da coluna cervical, levando o queixo para cima.

Conclusão

Existem muitas formas de exercícios para o tratamento da hérnia de disco cervical, porém deve-se tomar cuidado e avaliar todos os casos criteriosamente, pois cada indivíduo responde ao tratamento de forma diferente.

Deve-se evitar exercícios de sobrecarga na região cervical até que o paciente tenha boa consciência corporal para ativar o CORE no momento da execução dos exercícios, além disso, é importante que o paciente adquira força, estabilidade e resistência muscular para evoluir com os exercícios.

Quer ficar de olho em todas novidades sobre Pilates?

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.