Materiais exclusivos!

Tudo sobre hiperlordose cervical

Saiba tudo sobre a hiperlordose cervical, e como ela age nas curvaturas da coluna, e porque atualmente a do tipo cervical tem se tornado tão comum.

Escrito por
Os Pilateiros

Tudo sobre hiperlordose cervical

Publicado em
22/2/2021
hiperlordose-cervical

Em meio a vários distúrbios ortopédicos, alguma alteração na coluna vertebral é algo mais comum em todas as faixas etárias do que é possível imaginar, e que essas alterações na coluna podem afetar até mesmo a anatomia, a simetria do tronco e a mobilidades das pessoas.

Como consequência de algumas alterações na coluna como a hiperlordose cervical e lombar, pode ocorrer a modificação na locomoção do ser humano, trazendo disfunções e outros problemas em meio ao controle da postura.

Sua característica é como o desvio postural em que a curvatura da coluna se acentua, em meio ao cervical e a lombar chamada de lordose fisiológica, onde todo tipo de desvio na postura é uma alteração, ou seja, qualquer alteração postural afeta o bem estar do paciente, e isso é fundamental.

Para entender a hiperlordose cervical, precisamos entender que a cifose e a lordose são desvios normais da coluna que agem para o bom funcionamento da mesma, onde quando a área da coluna lombar e a coluna cervical afetam é que o problema acontece.

O que é hiperlordose cervical ou lombar?

O fator de risco para a hiperlordose cervical ou lombar pode variar muito, e existem muitas coisas associadas ao surgimento dessa patologia, esses fatores acabam afetando a curvatura fisiológica da coluna, podendo causar dores em excesso região cervical e lombar.

As causas principais da hiperlordose são:

  • A Gravidez;
  • A obesidade;
  • A deformação genética;
  • A má postura;
  • A fraqueza muscular;
  • As lesões;
  • Repetição de movimentos em excesso;
  • Hérnias de disco, e etc.

A anatomia da hiperlordose cervical ou lombar

A lordose se define como a convexidade Anterior, que fica em meio a coluna vertebral e existem dois tipos de hiperlordose que geralmente se encontram em meio as alterações da postura, sendo a hiperlordose cervical e a lombar.

Pacientes com lordose podem em alguns casos terem outros problemas na coluna, como a lombalgia crônica, isso por que a lordose é algo que compromete a superfície da articulação, e a posição do corpo vertebral em meio a coluna, e ainda pode trazer consigo dores que não passam e que não param em nenhum momento, mesmo se o paciente repousar.

Vale lembrar que mesmo assim geralmente a hiperlordose não possui sintomas fáceis de se identificar, embora os pacientes tenham perda da flexibilidade e acabem tendo lombalgia, mas no caso da hiperlordose cervical, essa identificação é mais rápida.

A hiperlordose cervical

Em meio a hiperlordose cervical, o desequilíbrio dos músculos se dá porque os músculos se retraem atrás do pescoço, a alteração na cervical é quem eleva a visão de linha no horizonte, que acompanha um encurtamento e contrai de forma permanente a musculatura de extensão, causando fraqueza muscular flexora e cervical.

Os sintomas da hiperlordose cervical são geralmente a tensão no trapézio, a rigidez, os escalenos, fadigas intensas e a disfunção da articulação na temporomandibular.

Os tratamentos da hiperlordose cervical e lombar

O tratamento para hiperlordose cervical e lombar vai variar do caso de cada pessoa, já que nem toda hiperlordose precisa ser tratada, mas ainda assim existe a possibilidade que a alteração cause disfunções futuramente.

Em casos de rigidez na curvatura e dores de forma constante, é valido que se procure a avaliação de um terapeuta, porém o tratamento nem sempre vai ser a intervenção cirúrgica, estando incluídos analgésicos e também anti inflamatórios para que a dor se alivie.

A hiperlordose tanto na região cervical quanto na lombar pode também ser tratada com a fisioterapia, para alivio da dor e também outros exercícios físicos, para que dessa forma o paciente consiga desenvolver sua força, flexibilidade e claro aumente o alcance da sua movimentação.

Os coletes também são indicados na hiperlordose cervical e lombar, para que haja um controla da evolução na curva da coluna nos jovens, e assim também é possível se reduzir o peso do corpo do paciente para que assim ele se mantenha num nível ideal.

Vale lembrar que em casos de hiperlordose cervical e lombar é importante que o diagnostico seja feito rapidamente, para que as alterações na postura sejam fáceis de tratar, sendo assim quando um paciente desconfia que há uma alteração na coluna, e que pode ser hiperlordose cervical ou lombar é importante que ele procure o médico o mais rápido possível.

Identificando a hiperlordose cervical e lombar.

O diagnóstica para a hiperlordose cervical e lombar irá ser feito pelo médico por meio dos exames de raios x, que vão verificar se o ângulo em que a curva na coluna está é normal, lembrando que algo que se leva em consideração em exames de raios x é o formato considerado comum nas outras pessoas.

Nos casos que são mais graves é necessário que haja a intervenção cirúrgica, mas vale ressaltar que é importante que o paciente siga de forma certa os outros tipos de tratamentos, pois o mais indicado é que a intervenção cirúrgica seja evitada.

Atividades para tratar a hiperlordose cervical ou lombar

Existem atividades físicas das mais variadas, sendo interessante para os pacientes que eles pratiquem as atividades como a yoga e o pilates, a fim de controlar a dor, e ganhar flexibilidade fortalecendo os músculos, onde essas praticas também são indicadas para os pacientes que tem um quadro mais avançado, mas ainda assim estão aptos a atividade física.

Porém seja na hiperlordose cervical ou lombar é necessário que os pacientes consultem seu médico antes de praticar qualquer exercício físico, pois cada paciente se encontra num nível e a avaliação vai garantir a satisfação total do paciente ao realizar os exercícios.

Nunca se esqueça que a hiperlordose cervical ou lombar pode acometer a todas as faixas etárias, sendo assim todas as pessoas precisam ficar atentas aos sintomas dessas doenças, e claro que também é valido que se pratique atividades físicas.

Ao praticar atividades físicas qualquer pessoa consegue ter menos chance de sofrer com a hiperlordose, menos no caso das doenças genéticas.

Quer ficar de olho em todas novidades sobre Pilates?

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.