Materiais exclusivos!

Tudo sobre ombro congelado!

O ombro congelado, ou, por termos técnicos, capsulite adesiva do ombro, é um problema que afeta milhares de brasileiros e possui fatores idiopáticos para o corpo. Quer saber mais? Confira!

Escrito por
Os Pilateiros

Tudo sobre ombro congelado!

Publicado em
23/11/2020
ombro-congelado

O chamado de ombro congelado, também conhecido como capsulite adesiva do ombro, consiste em dor e rigidez no ombro. A causa pode apresentar etiologias multifatoriais, desde fatores idiopáticas, traumas, lesões prévias, tendinopatias, sobrecarga por movimentos repetitivos, dentre outros.

Existem fatores de risco associados, como Diabetes, especialmente do tipo I; hipertireoidismo, hérnia de disco cervical, doença cardiovascular, Parkinson e cirurgia torácica. No entanto a grande maioria dos casos, não há causa específica associada a dor, mas acredita-se que os sintomas são originados devido a processos inflamatórios.

Confira o e-book: Pilates para ombros e entenda a complexa estrutura anatômica!

O ombro congelado se trata da diminuição global e perda de movimento do ombro, por meio da aderência na cápsula articular, ou seja, na articulação do ombro, ela provoca dores intensas que acontecem logo que a inflamação ocorre.

Não se pode saber ao certo, mas as causas do ombro congelado, costumam incluir a alteração nas estruturas que dão o devido suporte ao nosso ombro, e a mesma pode vir a ser do sistema endócrino, autoimune e várias outras patologias.

O diagnóstico é feito clinicamente, por um especialista em ortopedia, que vai avaliar o tamanho da perda de movimento e principalmente a dor no ombro, a rotação e os movimentos de flexão do mesmo.

A doença do ombro congelado possui fator de risco, e é dividida em três fases, como você pode conferir abaixo.

Síndrome da Capsulite Adesiva

Esse tipo de síndrome do ombro congelado, em geral dividi-se em três fases e essas três fases são: fase dolorosa (congelando), fase transitória e a fase de descongelamento.

Apesar de maioria desses tipos de casos de ombro congelado, haver uma recuperação espontânea, os médicos especialistas costumam indicar medicamentos anti inflamatórios, mas também é realizada as sessões de fisioterapia e as terapias físicas também acabam gerando ótimos resultados, e são de extrema importância quando se fala da capsulite Adesiva é essencial.

O tratamento também costuma devolver os movimentos do ombro, e proporciona ao paciente o mínimo de sequelas possível na articulação do ombro, e a maior utilidade que é realizada pelo nosso ombro são os movimentos do ombro em diversos eixos e planos, porém essa articulação do ombro costuma ser instável devido a anatomia da mesma.

Quer testar seus conhecimentos? Acesse o quiz "Pilates para ombros".

De modo geral, as pessoas na grande maioria dos casos não conseguem perceber a importância que tem essa articulação, e como os movimentos do ombro podem ser importantes para o nosso dia a dia, até que as mesmas percebem a perda de movimento do ombro, em conjunto com outras patologias e processos inflamatórios, já que a doença se mostra limitando os movimentos do ombro.

Quando se fala de ombro congelado, e até mesmos não movimentarmos ele, já que a dor no ombro causa dores intensas, e o mesmo em si é uma articulação muito complexa, então é de extrema importância saber ao certo identificar a causa da perda de movimento e qual o fator de risco que causou o ombro congelado, já que é realizada a procedência correta para o tratamento mais adequado ao paciente, é essa doença se mostra em três fases.

Fase inicial da Capsulite adesiva.

Nessa fase da capsulite adesiva, já existe a presença de dores intensas, e já se recomenda o uso de anti-inflamatórios, mas o indivíduo ainda não teve totalmente a perda de movimento, mantendo os movimentos do ombro na cintura escapular, mas nessa fase já é possível que o ortopedista solicite a ressonância magnética, e é a ressonância magnética quem vai ajudar a identificar a dimensão do problema, já que a ressonância magnética é um exame mais detalhado.

Fase de congelamento do ombro congelado.

Nessa fase as dores intensas diminuem com o uso dos anti-inflamatórios, porém já existe uma perda de movimento considerável no ombro, perdendo a massa muscular e enfraquecendo o manguito rotador que é o responsável pela articulação do ombro, e muitas vezes nessa perda de movimentos do ombro, surge a depressão nos indivíduos.

A fase de descongelamento do ombro congelado.

Já nessa da capsulite adesiva é totalmente notável a diminuição da perda de movimento do manguito rotador, ou seja, na fase de descongelamento, o indivíduo volta a ganhar os movimentos do ombro, mas ainda existem limitações na articulação do ombro.

E o mesmo precisa ser tratado e orientado a fazer sessões de fisioterapia, já que as sessões de fisioterapias são importantes, e também a utilizar anti inflamatórios, já que os anti inflamatórios diminuem a dor, eles devem ser utilizados de forma correta para auxiliar no processo de tratamento da doença.

A perda de movimento no ombro, ou seja, na articulação do ombro, pode ficar comprometida e pode durar muito tempo e não se pode saber ao certo quanto ela dura, já por causa inflamação da cápsula articular, isso porque a inflamação na cápsula articular acaba causando a fibrose no ombro congelado.

Como é o procedimento para tratar o ombro congelado?

O tratamento do ombro congelado vai depender da intensidade da dor no ombro, já que é assim que a doença se mostra explicitamente, e o tratamento pode durar anos já que é capsulite adesiva é bem agressiva, e não é somente na terceira fase que a mesma atinge o manguito roteador, mas é na terceira fase que ela é resolvida.

A princípio é preciso investigar em qual fase ela se encontra, se é no ombro congelado ou na terceira fase, que é a fase descongelamento, e o ortopedista vai verificar principalmente a amplitude de movimento do ombro.

O objetivo para a fase inicial do ombro congelado são os anti inflamatórios, e as sessões de fisioterapias são recomendadas nessa fase do ombro congelado.

O uso do Pilates no tratamento do ombro congelado.

O Pilates auxilia muito no tratamento do ombro congelado, já que é feita uma avaliação minuciosa da fase em que o paciente se encontra, e o tratamento do ombro congelado pode durar menos e ser muito mais rápido através do Pilates. O tratamento inclui exercícios que melhoram a força do manguito rotador, a amplitude, diminui a rigidez articular e proporciona melhora da dor.

Vale ressaltar que no decorrer do tratamento do ombro congelado, que é caracterizado por dor intensa, já que o mesmo é caracterizado por dor forte, o uso do Pilates também devolve a qualidade de vida do paciente ao tratar o ombro congelado com maestria.

Os profissionais de Pilates também buscam ficar atentos ao que é caracterizado por dor na opinião do paciente, já que o ombro congelado possui níveis de intensidade diferentes.

E junto com os exercícios para tratar o ombro congelado, o Pilates ainda trabalha terapias manuais, focando em aumentar o ganho de movimentos que o ombro congelado acaba retirando.

Quer ficar de olho em todas novidades sobre Pilates?

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.