Materiais exclusivos!

Endometriose e o pilates

"Endometriose e o Pilates" é um conteúdo completo que vai aprofundar mais sobre os temas de: endometriose, Pilates para mulheres e muito mais! Confira.

Endometriose e o pilates

endometriose-e-o-pilates

O que é a endometriose?

Endometriose é definido como a presença de endométrio (tecido que reveste o útero) fora da cavidade uterina, atingindo assim ovários, intestino e bexiga.

Com isso o tecido do endométrio, mesmo fora do útero,continua sendo movimentado mensalmente, devido a ação dos hormônios do ciclo menstrual, o que provoca uma reação inflamatória que causa dor.A etiologia é de causa multifatorial, com fatores hereditárias, imunológicos, fatores enzimáticos e até relação psicossocial.

De acordo com a Associação Brasileira de Endometriose, a endometriose atinge entre 10% a 15% de mulheres em idade reprodutiva. Entre os sintomas mais comuns estão a dismenorréia (cólica e dor pélvica) no período menstrual, desconforto abdominal, dores ao urinar e/ou evacuar.

endometriose-e-o-pilates
Endometriose e o Pilates. (Foto: Divulgação)

A Endometriose e o Pilates

De modo geral a prática de atividade física estimula a produção de neurotransmissores importantíssimos, entre eles, a dopamina e serotonina, que estimulam a:

  • Sensação de prazer
  • Bem-estar
  • Regulam o humor

A endorfina é outro hormônio secretado durante a atividade, devido a estimulação de liberação de endorfina, ocorre a inibição na produção de estrogênio, hormônio gatilho para a doença, com isso o crescimento do tecido é desacelerado, o que é visto como positivo.

Outro fator associado a endometriose e o Pilates, é que com o exercício, acontece o aumento das citocinas, que por sua vez tem propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, que também atuam na redução nos níveis de estrogênio (Bonocheret al., 2014).

Referente ao Pilates observa-se que a prática regular auxilia no melhor funcionamento do corpo e mente, através da melhora na consciência corporal, aumento da vascularização, tonicidade e força muscular principalmente da região pélvica, através dos músculos do assoalho pélvico que têm funções importantes para a sustentação dos órgãos pélvicos.

O fortalecimento dessa região, enfatizado nas aulas melhoram a tolerância funcional, com diminuição da incontinência e sensação de peso relatado pelas mulheres. Outro ponto chave do método é o exercício respiratório, que promove relaxamento, melhora a oxigenação, a circulação sanguínea, alivia tensões e aumenta a capacidade respiratória.

A importância da alimentação na Endometriose

De acordo com Parazzini et al.(2013) mulheres com endometriose parecem consumir menos vegetais e ácidos graxos insaturados, como o ômega 3 e mais gorduras saturadas, carne vermelha e café.

Ou seja, além da importância da atividade física, a alimentação também é poderosa aliada no tratamento, isso porque o problema é considerado de caráter inflamatório.
Sendo assim, a dieta adequada pode influenciar na diminuição da inflamação presente no organismo.

Quer ficar de olho em todas novidades sobre Pilates para mulheres?

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.